Equipa de investigação

 

Paulo Nicola
Milene Fernandes
Diana Souto
Osvaldo Santos
Ana Cristina Freitas

Contexto

 
A definição de Epidemiologia – como o estudo da distribuição e dos determinantes de estados ou acontecimentos relacionados com a saúde em populações específicas e a aplicação deste estudo ao controlo dos problemas de saúde tem sido consensual.
Contudo, a caracterização actual da prática epidemiológica não é fácil porque, tal como a própria abordagem dos problemas de saúde se tornou mais abrangente, também a Epidemiologia tem evoluído, reunindo práticas e profissionais das áreas de saúde e outras disciplinas (como matemática, biologia e ciências sociais). Como resultado, é necessário actualizar orientações para uma prática correcta e uma formação adequada, começando pela própria Identificação das Competências em Epidemiologia.
 

A definição adoptada neste estudo tem em conta a perspectiva de competências como acções, assumindo-se que competências são conjuntos de conhecimentos, aptidões (skills) e atitudes que, quando integrados e utilizados estrategicamente pela pessoa, permitem-lhe atingir com sucesso os resultados que deseja. (Ceitil, 2007)

Objectivos

 

  • Identificar um conjunto de competências-chave em Epidemiologia;
  • Associar as competências-chave a diferentes níveis de prática e formação;
  • Fazer um levantamento das competências praticadas pelos epidemiologistas portugueses e o contexto (académico e/ou profissional) em que foram adquiridas e eventuais necessidades de formação.

Métodos

 
Para a elaboração de uma primeira lista de competências, foi feita uma revisão de portfolios internacionais que resultou numa lista de 87 competências agrupadas em 8 domínios. Após avaliação de vários peritos em epidemiologia e um perito em ciências da educação, as competências-chave identificadas são:

  1. Epidemiologia como Ciência de Saúde;
  2. Recolha e avaliação de informação científica em Epidemiologia;
  3. Desenho de um estudo epidemiológico;
  4. Condução de um estudo epidemiológico;
  5. Análise de dados;
  6. Interpretação de resultados;
  7. Comunicação de Resultados;
  8. Trabalho em equipa.

A par da construção da lista de competências, foi construído um questionário complementar que permitiu colher informação sobre:

  • Caracterização sócio-demográfica,
  • Formação académica,
  • Formação e experiência em Epidemiologia.

APRESENTAÇÃO A UM PAINEL DE PERITOS

A lista de competências e o questionário complementar foram submetidos a um painel de 19 peritos representando os meios académicos e instituições com responsabilidade em estudos e análise epidemiológica. Os peritos foram convidados a rever a lista de competências através de um questionário anónimo online.

ANÁLISE DAS RESPOSTAS E REESTRUTURAÇÃO DO FORMULÁRIO

O conteúdo das sugestões do painel de peritos foi analisado, com consequente reestruturação do formulário, permitindo obter uma lista completa e coerente de competências chave em Epidemiologia.

Este Projecto é financiado por:

GulbenkianPNG.PNG
Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License